Perícias de máquinas e equipamentos

Os laudos periciais de engenharia mecânica, em geral, versam sobre máquinas, motores, veículos, geradores de energia e outros equipamentos diversos relacionados. Nos nossos trabalhos como perito engenheiro mecânico, observamos as recomendações das normas técnicas e estruturamos os laudos no formato recomendado pelas normas da ABNT. São desenvolvidos para cumprir, no mínimo, os dez requisitos fundamentais seguintes:

1 - Apresentação do Laudo Pericial:

Neste parágrafo descreve-se resumidamente a apresentação do documento, incluindo-se um breve resumo do trabalho e comentários relevantes relacionados aos objetivos e conclusões

 

2 - Objetivo da perícia de engenharia mecânica:

De forma clara e sucinta, descreve-se o objetivo da perícia segundo os interesses do contratante

 

3 - Pressupostos, ressalvas e fatores limitantes:

Sem sombra de dúvidas, é a parte mais importante do trabalho de produção do laudo pericial. Observando-se o princípio de que pressupostos falsos não conduzem à conclusões verdadeiras, é de fundamental importância as considerações quanto aos pressupostos. Os fatores limitantes são aqueles que impossibilitam ou dificultam as análises, tais como informações controversas, ausência de indícios ou quaisquer outros que, de alguma forma, possam comprometer as conclusões.

4 - Caracterização física e descrição detalhada do bem:

É imprescindível a caracterização física e a descrição detalhada do objeto do laudo pericial, devendo-se considerar todos os seus aspectos físicos, dimensões, utilidades, materiais construtivos e o estado em que foi encontrado.

5 - Histórico:

É necessário relatar os fatos antecedentes ao sinistro ou avaria. Como sabemos, todo acidente é uma sequência de eventos com princípio meio e fim. Nada acontece por acaso e um laudo pericial não pode deixar de conter o mínimo de elementos que relatem as circunstâncias que produziram a sua necessidade.

6 - Indicadores básicos das condições de operação e manutenção:

Detalhar o regime operacional, se leve, pesado ou severo. Verificar as possibilidades de sobrecargas, se raras, frequentes ou permanentes. Verificar o cumprimento do programa de manutenção e se há registros de manutenção preditiva, preventiva ou corretiva. Quando se tratar de equipamento elétrico, pesquisar quanto a qualidade da energia no local de operação.

7 - Indicação do(s) método(s) e procedimento(s) utilizados(s):

Descrever a metodologia adotada e a forma como foi aplicada, indicando, também, as fontes de origem de valores considerados nas análises

8 - Detalhamento do que foi constatado e inclusão de fotografias:

Descrever objetivamente todos os detalhes observados e incluir um número adequado de fotografias esclarecedoras. Eventualmente, um relatório fotográfico pode se tornar necessário como anexo ao laudo, quando se verificar que o corpo do laudo não comporta a quantidade de fotografias necessárias ao esclarecimento dos fatos

9 - Identificação e fundamentação do resultado:

Indicar o resultado da perícia e fundamentar com base nos dados colhidos no curso da investigação, nas pesquisas realizadas e na bibliografia consultada. Quando a perícia resultar inconclusiva ou existirem algumas hipóteses prováveis, é necessário estabelecer essa condição e tecer considerações quanto às probabilidades de cada hipótese

10 - Conclusão:

Detalhar o resultado da perícia e encerrar o laudo com data, identificação, assinatura e qualificação profissional do perito engenheiro mecânico autor do documento

© 2016 by angles3d

+55 (21) 97179-6445

ricardosudaiha7@gmail.com

  • LinkedIn Social Icon
  • Facebook Social Icon
instagram (1).png
de1c91788be0d791135736995109272a.png